Páginas

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Adaptar ou readaptar?

Hoje li uma (ou melhor duas!) matérias sobre brasileiros que moraram fora do Brasil e que depois sofreram ao voltar e precisar se readaptar ao Brasil. Uma matéria parece ser meio plágio da outra, mas tudo bem, aqui vão os links:
e

Achei bem interessante, por mais que sejam matérias curtas e com poucos exemplos. Pra resumir o que eles contam é sobre a "Sídrome do regresso", em que brasileiros que mudam de país demoram em média 2 anos pra se adaptar novamente à morar no Brasil, como é inevitável comparar os dois países, a dificuldade de achar uma rotina e retomar antigas amizades.

Pessoalmente eu não acredito que as coisas sejam assim, "branco no preto" como se diz na Suécia. Ou seja, nem tudo é tão simples assim. A minha experiência é que existem muitos diferentes tipos de personalidades e jeitos de adaptação, tanto pra um lado quanto pro outro. 

Conheço algumas pessoas que mudam de país, aprendem a língua bem, se empenham em se adaptar e abraçam de verdade a cultura do seu novo país. Já outras pessoas - muitas - fazem meio que o reverso. Não se importam muito em aprender a língua, aprendem meio que mais ou menos ao longo dos anos, não tem contato com pessoas do país ou com a cultura, vivem reclamando de tudo que é diferente e ao mesmo tempo meio que vivem ainda no seu país de origem, negando contato com o país novo onde mora. Por essas e outras acho que não tem como dizer que todos que voltam reagem da mesma maneira, talvez alguns realmente sofrem mais que outros e alguns que reclamavam tanto no país em que moravam continuam reclamando, mas dessa vez no seu país...

O mais engraçado de tudo isso, são os comentários do artigo na página na Época...Meu preferido foi esse: "Adaptar ao que ? Ao arrastao, ao sequestro relampago, a completa infraestrutura em TODOS os serviços publicos e privados , a pagar imposto de primeiro mundo e ter serviços de ultimo, a homofobia, ao fundamentalismo religioso, a corrupçao escancarrada ?"

Não me entendam mal...eu acho e sei que o Brasil tem MUITOS lados positivos e sinto saudades de muitas coisas...mas tenho que concordar que não comparar é impossível e que a segurança, tanto no sentido de se sentir presa em casa quanto a segurança social de ter acesso à bom transporte, hospital de graça e afins ainda deixa muito à desejar no Brasil. 

Mas de tudo, uma das coisas que mais me assusta e me incomoda no Brasil é o machismo, tão impregnado no dia-a-dia de homens e mulheres, uma hierarquia tão arcaica e imbecil. E volta e meia encontro pessoas da minha idade que ainda têm esse tipo de pensamento...isso me assusta muito!

Sim, eu estou de volta com o blog! Espero que pra ficar!! :)






6 comentários:

Anônimo disse...

Oi Lua,

Adorei seu novo post sobre a Síndrome do Regresso. Dia desses eu estive lendo a mesma reportagem, mas não lembro bem de onde foi. Acho que foi do jornal El País, então, suponho que tal "síndrome" não esteja relacionada à volta para o Brasil, mas, sim, o geral. Eu sou das pessoas que se encaixa em querer aprender o idioma, em tentar entender a cultura, as diferenças. Mas sei que por muitas vezes critiquei tais diferenças, e sei bem do que falo quando critico. Como você disse, não é preto no branco, e cada um tem seu período de adaptação, seja mudando de cidade ou de país. Outra coisa que preciso afirmar, é que, quando me perguntam se sinto saudades do Brasil, eu digo que sim. Isso é claro! Mas logo em seguida tenho que esclarecer que, o que faz analisar se volto, ou não pro Brasil, são os pontos: transporte público, acesso à saúde de qualidade, a segurança que sinto andando pelas ruas de onde moro, seja na Espanha, seja na França, etc. Enfim... só sabe, quem vive fora. :) VOlte mesmo! Você tem um lindo blog!!! Bjos

Talia

Lua Dandara disse...

hehehe...é escrevi errado! É "preto no branco" e não "branco no preto"! :)

Ana Paula disse...

Feliz com seu regresso ao blog. Espero que se adapte ou readapte rapidamente e para ficar!
Beijo

Luciana disse...

Tambem acho que uma das piores coisas eh o machismo, ate porque o machismo eh gerador de muita coisa ruim.
Depois volto pra ver os links, agora não funcionou, mas eh culpa do meu computador mesmo.
Concordo que nada eh preto no branco, cada um eh de um jeito, não da pra generalizar, mas as reportagens devem se referir de grosso modo à maioria, acho eu.

Paulo Ricardo S. disse...

Adoro esse seu blog :) é interessante saber mais sobre a suécia

Anônimo disse...

Adorei seu blog. Continue assim. Você já está terminando o curso? Muitas felicidades para você...