Páginas

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Salão de beleza fica em casa

Atendendo à uma pergunta enviado por email, vim contar como são os salões de beleza na Suécia.

Bom, eu nunca fui "rata de salão" no Brasil, mas gostava de ir fazer a unha de vez em quando, depilação, escova no cabelo e etc, como praticamente toda brasileira.


Mas depois que mudei para a Suécia, minhas visitas ao salão são de fato inexistentes. Sim, é muito caro! Mais uma grande diferença, que faz muitas brasileiras sofrerem! hehe

É claro que existem salões, mas na sua maioria, são apenas para cortar, tingir e cuidar dos cabelos. Perto da minha casa, por exemplo, tem 3 salões, mas nunca fui em nenhum deles.

Cortar o cabelo é uma coisa mais "necessária", e eu tive a sorte de que a tia do Eric é cabelereira e ela que corta meu cabelo (de graça, claro! haha). Pra vocês terem uma idéia o preço apenas para cortar o cabelo no salão dela é de 120 reais!
Por essas é outras, é muito comum as mães cortarem os cabelos dos próprios filhos (até hoje quem corta o cabelo do Eric é a mãe dele).

Os preços variam bastante, mas um corte de cabelo costuma custar entre 50 e 90 reais. Mais barato que isso, só cortando com estudantes ainda não formados cabelereiros.

Todo o resto eu faço sozinha. Eu sempre gostei de pintar as unhas, por isso antes de me mudar para a Suécia comprei o kit completo: alicate de unha, cortador de unha, lixa de unha, base, óleo secante e muuuuitos esmaltes, de todas as cores possíveis! E minha mãe constantemente me manda esmaltes novos! (Esmaltes na Suécia custam 10 reais!)

Fazer a unha em salão não é muito comum, muito menos as unhas do pé. Até porque a média de preço é de 80 reias, somente para as mãos! Tendo até mesmo lugares que cobram 135 reais...

(foto com amigas da faculdade, e nossos esmaltes reunidos)

Fazer a sobrancelha custa entre 20 e 40 reais. Depilação de qualquer área não custa menos de 50 reais.

Assustador, não? hehe...Eu tive que pesquisar na internet em sites suecos, porque eu só sabia que era caro, mas não sabia que seria tanto assim! Mas é claro que tudo isso tem um porquê. O trabalho manual na Suécia é muito valorizado e um cabelereiro recebe tão bem quanto muitas outras profissões. Isso favorece muito a igualdade social, fazendo possível todos terem dinheiro suficiente pra viver bem e pagar suas contas, independente do seu emprego.

Já estou com peso na consciência por pagar 5 reais pra fazer a unha no Brasil...

Ps.: Sintam-se à vontade para me mandar perguntas e dicas, por comentário ou e-mail!

2 comentários:

Simone Westerduin disse...

Eu nem acredito que fiquei 18 meses sem ir ao cabeleleiro. Cortei meu cabelo mesmo em casa, e comprei uns produtos pra cuidar, mas nao adiantou muito, saldo no fim: um cabelo completamente destruido.No mais como eu sempre fiz tudo em casa, sombracelha, unhas, depilação eu não senti muita falta, mas os cabelos... super caro.

A mãe do Iwan também corta o cabelo dele.rs

beijão

novavidanovelhomundo disse...

Oi Lua! Fazia tempo que não passava por blogs, então vim tirar o atraso! hehe
Guria, também não sabia que os precos eram tão absurdos! Como tu, também faco tudo em casa aí na Suécia, e só sabia que era caro, mas näo tinha idéia do quanto. O único "aceitável" é a sombrancelha de 20 a 40, já que aqui pago 18.
Também levei vários esmaltes praí e me virei. Já o cabelo é no salão, e custa pra lá de 400 coroas! Acho que ninguém na casa do Erik sabe cortar, porque vão todos em salão...
Agora vou é providenciar uma depilacão a laser pra já dar uma ajudinha depois. ;)
Beijos!